-Paulo Ricardo Zargolin · Escola e Currículos · Pedagogia · UFSCar

Concepções de criança e aprendizagem

Por: Paulo Ricardo Zargolin

A fim de compreender as concepções de cada pedagogo da infância sobre criança e aprendizagem, buscaremos os fundamentos aprendidos com a leitura de Fragelli e Cardoso (2008).

Para as referidas autoras (2008), Froebel acreditava que criança traz consigo as potencialidades de sua futura personalidade. Logo, caberia ao docente a tarefa de bem conduzi-la para que estas características pudessem vir a se exteriorizar de forma plena. À visão do pensador acrescenta-se a analogia entre crianças e plantas que devem ser cultivadas para a aprendizagem e bom crescimento.

Froebel, em concordância com Fragelli e Cardoso (2008) acreditava ainda que as crianças deveriam ser tratadas com dignidade, haja vista que são filhas de Deus. Nesse sentido, o relacionamento aluno-professor deveria se basear no respeito mútuo e na fraternidade, ou seja, em práticas de conduta cristãs. Outra característica marcante da proposta pedagógica do pensador é o contato com a natureza.

Nas palavras das autoras (2008, p. 75):

A criança é, para ele [Froebel], um ser repleto de potencialidades. A escola precisa oferecer condições para o desenvolvimento dessas potencialidades para que a criança se conheça em sua essência. Essas condições se pautam na livre expressão e na atividade autogeradora.

Podemos concluir sobre o referido pensador, então, que o conteúdo ministrado pelo professor deve respeitar o momento exato para ser apresentado aos discentes, levando-os ao desenvolvimento de sua condição humana, possibilitando a autoconsciência.

Durante a realização do estudo da obra de Fragelli e Cardoso (2008), conhecemos também as concepções de infância e educação de Montessori. A educadora, tal como Froebel, é a favor de um ensino libertário, que promova a autonomia dos educandos. Para tanto, faz proposições de metodologias relacionadas à intuição, partindo, assim, da curiosidade da criança e que se paute em seus sentidos. Para ela, a educação das sensações e movimentos dos alunos é fundamental a uma boa prática pedagógica.

Podemos realizar uma comparação entre as ideias de Froebel e Montessori. Dessa forma, percebemos que a segunda fora bastante influenciada pelo segundo no tocante a ideologia relacionada à prática escolar.

Fragelli & Cardoso (2008) concebem que: “a educação [para Montessori] é também vista como autoeducação para que o indivíduo, conhecendo suas forças interiores, possa agir na busca da coletividade, buscando a paz e a unidade com Deus”.

A influência a qual me refiro acima pode ser comprovada pela adoção, feita por Montessori, de um ensino que promovesse um contato significativo com a natureza. Vê-se também a preocupação com estímulos e desenvolvimento dos sentidos infantis. A pensadora criou inúmeros materiais escolares que propunham a implantação de tais ideais, sendo o material dourado um deles. Era favorável à repetição do conteúdo e das atividades para que estes pudessem ser melhor assimilados pelos educandos, numa abordagem científica.

Com Fragelli e Cardoso (2008) encontramos os pensamentos de Freinet, que, de acordo com os estudos realizados, difere dos autores supracitados. Este último assume, basicamente, uma postura crítica em relação ao ensino.

Em suas práticas pedagógicas, o referido pensador pretendia emancipar a criança da ordem social estabelecida, observando o papel ativo na construção de um mundo melhor, sendo, portanto, um agente histórico-social. A autonomia das crianças também é tema recorrente de sua prática, onde, por meio da autoconscientização procurava transmitir a noção de responsabilidade, principalmente a social.

REFERÊNCIA

FRAGELLI, Patrícia Maria; CARDOSO, Luciana Cristina. Escola e Currículos 1. São Carlos: EdUFSCar, 2008.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s